Como saber quando colher a cannabis?

A planta fala conosco

Como cultivadores, é importante dar importância a todo o processo de cultivo, mas também à colheita. Desde a semente até o momento de cortar a cannabis, cada passo e cada ação determinará a qualidade dos buds ou flores que obteremos. 

O momento da colheita é tão importante quanto o de germinar as sementes e cuidar da planta em todas as suas fases da vida. Se colhermos a cannabis cedo demais, ela pode perder potência e, se nos antecipamos, o efeito pode ser extremamente narcótico e o sabor muito denso. 

Se adiarmos muito o momento da colheita, nossas flores terão uma concentração muito alta de canabinoides e isso nem sempre é bom. O que um produtor deve procurar em sua colheita é um produto equilibrado entre sabor, consistência e efeito. 

A planta de maconha nos dá sinais que indicam se é hora de colher ou não, e a chave, como em quase todo o processo de cultivo de cannabis, é a observação. Se notarmos que os pistilos das flores ficam vermelhos ou marrons e estão cobertos de resina, é hora de cortar. Quando a planta já está em sua última semana de floração e as folhas ficam amarelas e morrem, é hora de cortar.  

Tempo de colheita

As plantas de cannabis têm seus tempos, dependendo do tipo. Quando falamos de plantas fotoperiódicas, o tempo de floração nas Índicas será de aproximadamente 8 semanas e nas Sativas de 10 semanas. Nas plantas com autoflorescência, o tempo é de aproximadamente 10 semanas desde a plântula até o final da floração. 

Quando olhamos para os pistilos (pelos) nas flores, se percebermos que 50% a 70% são marrons, é um sinal de que ainda está em um estado jovem de floração. Idealmente, colha as flores que tenham 70 a 90% de pistilos acastanhados. Se a planta tem 90% a 100%, estamos lidando com uma futura colheita forte e poderosa. 

Com relação aos tricomas, aqueles belos cristais que impregnam a flor, se percebermos que têm uma cor clara ou transparente, o ideal é esperar. Quando os tricomas se tornam brancos ou âmbar, eles estão prontos para a colheita. Se nos atrasarmos, perceberemos que quase todos os tricomas são âmbar ou marrom claro.

Observar é aprender

Os tricomas e pistilos nos dão sinais fundamentais para entender quando é hora de colher. Sendo muito pequenos, o ideal é ter uma lupa para ver com mais precisão. 

A lupa do joalheiro é uma boa opção, pois é acessível, mas não é uma ferramenta de alta tecnologia. De qualquer forma, cumpre a função básica de aumentar a visão de nossas flores. 

Com a lupa de mão é difícil manter o foco correto. Não é muito confortável de usar, mas com paciência podemos observar em detalhe os tricomas e as cores que nos dirão se nossa planta está madura o suficiente.

A melhor opção é um microscópio digital, mas também é a mais cara. Para usar este dispositivo, você também precisa de um notebook para ver os resultados. Se esta for a opção escolhida, é essencial ler o manual do microscópio para aproveitar seu uso. 

Uma colheita mais poderosa não é necessariamente melhor

Embora algumas vezes um longo período de floração possa resultar em uma colheita melhor, nem sempre nos dará os resultados finais que estamos procurando. Se esperarmos muito tempo para colher o sabor do bud pode se tornar algo nada agradável e, embora os canabinoides possam aumentar, isso não significa que o THC será maior ou mais eficaz. 

A arte do cultivo e a colheita de cannabis se desenvolve com paciência, observação, teste e erro. Como cada cultivador é diferente, os resultados desejados para cada colheita também serão diferentes. Conhecer-se a si mesmo como cultivador é a chave do sucesso e isso só é conseguido com tempo e dedicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *